Search

Vereador Caio André não mede esforços para ajudar artistas prejudicados pela pandemia

Criar possibilidades de encontros com representantes de entidades e parcerias que facilitem o acesso de artistas para contemplação em editais e criação de eventos geradores de fluxo econômico foram as pautas da reunião entre o vereador Caio André (PSC), o diretor presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Alonso Oliveira, e mais quatro representantes de movimentos culturais da cidade, que ocorreu nessa quinta-feira (18/3), no Museu da Cidade de Manaus.


A visita ocorreu a partir da procura de produtores culturais locais que sentiram necessidade de encurtar o caminho de diálogo com a Manauscult e a nova gestão da pasta, e precisavam expor as necessidades da classe artística para criação de uma cadeia criativa de produção, para tanto, buscaram o vereador para alinhar as ações.


“Sabemos que há limitações por conta da covid-19, mas a ideia é colaborar, unir os grupos para trabalharmos juntos nessa nova administração. Os artistas têm muito a oferecer e precisamos alinhar para recriar gradativamente esse caminho para abertura das atividades econômicas de um grupo que sofreu desde o primeiro momento da pandemia com a paralisação de eventos na cidade” disse Caio André.



O vereador contou com a sensibilidade do presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, que não apenas recebeu a todos como aproveitou a reunião para endossar sobre a possibilidade de mais fomento e proximidade com os artistas de todas as categorias: “A estrutura que está sendo construída nessa gestão é a do diálogo e não do problema, e o que for solicitado para a Manauscult formalmente, estaremos atendendo. Já temos muitas coisas boas produzidas mesmo em meio ao temporal” disse o presidente Alonso, se referindo ao momento de crise sanitária pelo covid-19.


Para o produtor e representante da Academia Amazonense de Música, Paulo Marinho, foi uma reunião proveitosa para conhecer a nova gestão da área cultural municipal. “Queremos tirar os ruídos entre a prefeitura e a classe artística. Queremos ter esse caminho de diálogo para conversar sobre o que é de interesse da classe”, destacou Paulo Marinho.




Além de Marinho, estiveram presentes o produtor cultural Fabrício Nunes, o sócio do Casarão de Ideias, João Fernandes e a representante da Federação de Teatro do Amazonas, Ana Oliveira.


Durante a reunião, Caio André, ainda levantou mais frentes de ações que deverão se desdobrar em projetos a serem apresentados na Casa Legislativa ainda no mês de março, em benefício dos artistas e da cultura amazonense.

1 view0 comments